.posts recentes

. O “GLORIOSO” CENTENO

. A MÃO DE DEUS

. A “EPITETIZAÇÃO” DA COISA

. “O CANHÃO DE S.BENTO”

. PORTAS… COMUNICANTES

. OS SEGREDOS DA TIA CÁTIA

. NASCIDOS PARA MANDAR

. ANASTÁCIOS E BARATAS

. ELES VOAR, VOAM… MAS MUIT...

. VAMOS PÔ-LOS NO LUGAR

.arquivos

. Janeiro 2018

. Junho 2017

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Novembro 2015

. Abril 2015

. Julho 2014

. Fevereiro 2014

. Julho 2013

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds
Segunda-feira, 27 de Dezembro de 2010
MÁSCARAS

O Primeiro-Ministro de Portugal, desta vez, mascarou-se de Madre Teresa de Calcutá (na sua habitual mensagem Natalícia) e provou (se é que ainda tem alguma coisa a provar) que para ele e para o seu (des)Governo "carnaval" é sempre que um homem e um Governo quiserem! E mascarou-se despudoradamente de "Santa das Sarjetas" para vir dizer ao castigado "zé-povinho", por obrigação da quadra cínica e hipócrita que mais uma vez se viveu, que “Os portugueses sabem que não sou de desistir, nem sou de me deixar vencer pelas dificuldades. Pelo contrário, é nestes momentos que mais sinto a energia interior e o sentido do dever para apelar à mobilização dos portugueses.”... e daí, talvez, o surgimento do seu puro e inocente gesto de superior "caridadezinha" que veio permitir aos cada vez mais pobres, pobrezinhos, pobretanas e oportunistas de ocasião, entreterem a malvada com os sobejos da "restauração", aos usufrutuários do salário mínimo nacional de se deslumbrarem (arriscando a cegarem, mesmo!) com um aumento de 33 cêntimos diários (trinta e três cêntimos diários) e aos desafortunados do mercado de trabalho um futuro "cor-de-rosa" face ao convite a todos endereçado de virem a ingressar no fantasioso "mundo" das "Novas Oportunidades"! Enfim: foram mais uns minutos de inócuo fluxo palavroso, cheios de eloquência abundante e estéril (como vem sendo hábito), sintomáticos de gente cansada, exaurida, que nada mais tem a dar a Portugal. Pena é que quando chegados a este ponto de completa descredibilização perante tudo e todos, estas superiores "almas", por uma vez que seja, não olhem nos olhos dos seus governados e lhes digam, simplesmente, que dois mais dois não são vinte e dois... mas sim quatro! É que já em 2009 foi este mesmo governante que terminou a sua mensagem natalícia dizendo que 2010 seria o ano da recuperação e afinal... viu-se!

publicado por A. Carvalho às 18:12
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Dezembro de 2010
A CASA DA MARIQUINHAS

Aníbal Cavaco Silva disse, referindo-se à residência oficial do Presidente dos Estados Unidos da América (a Casa Branca), que "esta é uma “casa” que nenhum português conhece tão bem como ele. “Penso que sou o político português que mais vezes esteve na Casa Branca. Com o Presidente Reagan estive duas vezes, com o Bush (pai) várias vezes, estive lá com o Presidente Clinton e até conheço a residência particular dos presidentes, pois não estive apenas na Sala Oval, estive em todas as salas privadas“. Depois de tornada pública tamanha e transcendente experiência, o "zé-povinho" quer lá saber se foi o "galináceo" do Nobre que correu mais que o do Chico Lopes ou se o Alegre tem mais ou menos "peitaça" de Estadista que o Defensor de “Viana”! Estamos a falar da "Casa Branca”, o nº.1600 da Pennsylvania Avenue NW (in Washington, D.C.)... por isso, tudo o mais que venha a ser desbobinado nos habituais discursos guarnecedores da carne de "bácoro" assado, só poderá ser comparável a uma narração pormenorizada do interior da "Casa do Benfica", na Invicta, ou da "Casa do Dragão", na Capital (sic)! Assim, com a data das eleições a aproximar-se à mesma velocidade que o FMI se aproxima da Nação, está feita a "estória" destas Presidenciais... sublinhando-se, no entanto (e agora sem ironias), que não havia necessidade de o Senhor Professor ter trazido para a espuma dos dias tão íntimas bazófias! É que tal jactância foi ouro sobre azul para as más-línguas que consideram o Palácio de Belém uma espécie de "principado", inútil, recheado de sofisticação e requinte, indicado para superiores "almas" em fim de carreira que não prescindem dos salamaleques e dos tiques de trazer à lembrança Narciso, que rejeitando a doce ninfa se apaixonou pela sua própria imagem reflectida na água! Enfim: pobres daqueles que morrem sem conhecer, sequer... a "Casa da Mariquinhas" (sic)!

publicado por A. Carvalho às 17:58
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2010
SÔDADES

Santana Lopes afirmou que tem saudade de Francisco Sá Carneiro! Diz ele que "as pessoas sentem de uma maneira impressionante saudades de Sá Carneiro (mesmo aqueles que não o conheceram)"! O meu vizinho, o do terceiro direito, também afirmou que tem saudades do sogro... e da sogra que nunca conheceu (imagine-se) e até mesmo o Senhor Armindo, do quiosque" do rés-do-chão, de aparência fria, austera e distante, ainda chora baba e ranho (principalmente ranho!) quando lhe vem à espuma da lembrança o insubstituível "pastor alemão" que lhe levou ao altar, numa coleira a imitar a "Louis Vuitton", as reboludas alianças do seu primeiro casamento com a Adosinda Costureira! Eu... bem, eu não tenho saudades de nada (a não ser daquela portátil "caixa" da gasolineira de S.Bernardo que ainda hoje me faz inflacionar, de quando em vez, os meus cada vez mais deficitários níveis de testosterona)... dizia, cheio de certezas, o filho mais velho do frio, austero e distante Senhor Armindo (sic)! Mas pronto: bem vista a "comédia" não vale a pena "chorar" sobre o leite derramado nos "bicos" do fogareiro da vida e assim quase apetece perguntar como é possível alguém vir dizer que Francisco Sá Carneiro faz falta ao palco político da actualidade? E porque não D.João II, D.Manuel I, ou D.Nuno Álvares Pereira? Ou mesmo António de Oliveira Salazar? É por estas (passar metade da vida a olhar para trás) e por outras (passar a outra metade a olhar para uma utopia) que esta "coisa" chamada Portugal não sai do carcomido pé de videira torto em que se tornou. Sá Carneiro nos dias de hoje seria como os dias de hoje nos tempos de Sá Carneiro: desfasados da realidade! Assim, e perante tudo isto, melhor seria que os portugueses continuassem fieis a D.Sebastião e a todo o quadro romântico e fantasioso que envolveu o seu desaparecimento durante a "Batalha dos três Reis", em Ksar-El-Kebir... e deixaram-se de novos e inconsequentes "remakes" a descambarem para o infinito do etéreo celeste (sic)!

publicado por A. Carvalho às 18:44
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Dezembro de 2010
SORTE A NOSSA

O impacto económico da realização em Portugal de mais ou menos duas dezenas de jogos relativos ao Mundial de 2018 estava avaliado em 1.000 milhões de euros! Não se sabe se os "cérebros" que fizeram estas contabilidades foram os mesmos que trabalharam nas previsões financeiras da Expo’98 ou do Europeu de Futebol de 2004 (que diziam ser tais investimentos insignificantes face à megalómana “pipa de massa” que eles iriam gerar), mas pela minúcia posta nos números oportunamente apresentados... foram-no pela certa: 100 milhões de euros em receitas turísticas, 700 milhões de euros pela valorização da imagem de Portugal no exterior e 300 milhões de euros com a criação de empregos (40 mil, imagine-se!), cobrança de impostos e receitas publicitárias! Enfim: tendo em conta os quadros cor-de-rosa pintados face à realização dos eventos passados e as contas furadas em que os mesmos se saldaram, apetece desabafar (sem beliscar o orgulho "tuga") que tivemos uma enorme sorte em a "coisa" ter ido direitinha para a Rússia. Depois de mais uns milhões de euros gastos no processo de candidatura, inevitavelmente "esquiçado" pelos mesmos de sempre, o País limitou-se a assistir, indiferente, aos agradecimentos da "praxe" a tudo e a todos... ressaltando no meio de todo esse requentado choradinho de ocasião a verborreia de mau perdedor do Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, quando insinuou que a candidatura russa "foi sempre misteriosa" (envolta, quiçá, em negras brumas oriundas das gélidas tundras siberianas)! Enfim: no final (aparente) de um longo e estéril mandato à frente dos destinos da "bola", Gilberto Madaíl podia, ao menos, ter agradecido ao Presidente da Junta de Freguesia e ao Presidente da Câmara (enquanto representantes de todos nós, "zés-pagantes") a cedência da "camioneta" que mais uma vez transportou toda a sua "maralha" para o deslumbramento de Zurique (sic)! Ficava-lhe bem.

publicado por A. Carvalho às 18:09
link do post | comentar | favorito
.as minhas fotos