.posts recentes

. O “GLORIOSO” CENTENO

. A MÃO DE DEUS

. A “EPITETIZAÇÃO” DA COISA

. “O CANHÃO DE S.BENTO”

. PORTAS… COMUNICANTES

. OS SEGREDOS DA TIA CÁTIA

. NASCIDOS PARA MANDAR

. ANASTÁCIOS E BARATAS

. ELES VOAR, VOAM… MAS MUIT...

. VAMOS PÔ-LOS NO LUGAR

.arquivos

. Janeiro 2018

. Junho 2017

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Novembro 2015

. Abril 2015

. Julho 2014

. Fevereiro 2014

. Julho 2013

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds
Segunda-feira, 27 de Julho de 2009
O SENHOR governador

O Grupo Parlamentar maioritário tem toda a razão do seu lado quando defende com "unhas e dentes" que o primeiro-ministro (por muito que os "calaceiros" da oposição barafustem, choraminguem e esperneiem) não deve demitir o Excelentíssimo Senhor Governador do Banco de Portugal, Dr.Vitor Constâncio. E porquê? Porque Vítor Manuel Ribeiro Constâncio, Economista, já foi Secretário-Geral do Partido Socialista, candidato a primeiro-ministro, Secretário de Estado do Planeamento, Secretário de Estado do Orçamento e do Plano, Deputado, Presidente da Comissão para a Integração Europeia, Ministro das Finanças e do Plano, Director de Estatísticas e Estudos Económicos do Banco de Portugal e Vice-Governador do mesmo. Foi ainda administrador do Banco Português de Investimentos, da Electricidade de Portugal (EDP) e Professor Catedrático do Instituto Superior de Economia e Gestão! Hoje... é Governador do Banco de Portugal.

Olhando para todo este extenso currículo, é natural que tenham existido aqui e ali uns "descuidos", umas "distracções" ou umas "sestas" mais prolongadas, no entanto, e no pressuposto de tal, terão sido pormenores" de insignificante monta que nem de perto nem de longe chegarão para justificar a violência verbal com que todos os "predadores" tem brindado a "presa! Depois de tantos anos ligado à "coisa" pública, a pessoa em causa, pasme-se, não é acusada de nenhuma fraude fiscal, burla, falsificação, branqueamentos de capitais ou abusos de confiança, entre outras "coisas feias" (ao contrário de tantos outros que por aí se passeiam incólumes) e por isso, e não só, é de admirar este homem e a imensa pachorra que tem tido para aturar toda uma "maralha" de insensíveis e tendenciosos oradores. Nos dias de hoje... é obra!

publicado por A. Carvalho às 18:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 20 de Julho de 2009
CONCERTO DE SANFONA

Com a poeira "poisada" e depois de digerido o relatório final da Comissão de Inquérito ao Banco Português de Negócios, conclui-se que os Excelentíssimos Deputados que a integraram estiveram pacientemente entretidos, durante 54 sessões, pasme-se, a dar à manivela de uma esbelta e escultural Sanfona (instrumento musical de cordas, teclas e uma roda de fricção, que se move por meio de uma manivela)! Contudo, ainda deu para os portugueses ficarem estupefactos com a sonoridade de algumas "notas" que dali saíram, colocando mesmo em causa toda a "orquestra" judicial face à lânguida morosidade desta em "compor", até à data, qualquer coisa de minimamente melodioso ao ouvido. Mas pronto: de palpável e de consequente (como aliás é habitual desde a importantíssima Comissão de Inquérito às Batatas de Semente, na 1ª. Legislatura!) nada impressionou e por isso seria bom saber quanto custou ao País todo este "Concerto de Sanfonas"... numa altura em que um antigo primeiro-ministro (o professor Cavaco Silva, hoje na oposição!), alerta para o grave problema das finanças públicas, "cuja responsabilidade, diz, se encontra mais no lado da despesa do que da receita", conclusão mais que lógica mesmo para aqueles que ainda não frequentaram o 9º. ano das "Novas Oportunidades" (sic)!

A manter-se tudo na mesma e caso se venha a confirmar (o que para muitos já está confirmado) que os excelentíssimos deputados vão descurando cada vez mais aquilo para que efectivamente foram eleitos, porque entretidos a viver, talvez, os sonhos das suas vidas (serem juízes), então a história é outra, cabendo neste caso a cada cidadão julgar o facto como muito bem o entender, porque quem muitos instrumentos quer tocar... algum há-de deixar!

publicado por A. Carvalho às 18:33
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Julho de 2009
O "VÍRUS" CR 9

Entre a exacerbada preocupação mundial sobre a infecção (física) do Vírus H1N1 e a despreocupação generalizada sobre o afectamento (psicológico) pelo "Vírus" CR 7, entretanto mutado para uma nova estirpe, baptizada de CR 9, urge, com uma certa premência, que neurologistas, psiquiatras e psicólogos se debrucem seriamente sobre esta última patologia e lancem uma campanha informativa sobre os verdadeiros malefícios da mesma! Se o primeiro vírus não é mortal, porque controlável através de um antiviral selectivo, para o segundo, o CR 9, não parece existir ainda qualquer "fármaco" que trave o aniquilamento em que o ser humano entra a partir do momento em que a sua "mente" é ocupada pelo dito! E quais poderão ser esses factores destrutivos? A nível interpessoal pode assumir a mais temida consequência que é a de desfazer a harmonia conjugal (por indução do macho ou da fêmea) pelo facto de o indivíduo viver apenas para o objecto do culto, pulverizando-se em "camisetas", no "Pro Evolution Soccer" da "Playstation" e em mais uma parafernália de "gadgets" e "grifes" de exaltação ao "todo poderoso". A nível pessoal (e particularmente no macho) o aumento da massa abdominal (e consequente impotência) é o facto que mais ressalta face ao abuso excessivo do visionamento dos seus passes e dribles... porque acompanhados dos néctares cervejeiros enquanto coadjuvantes digestivos de "pirezinhos" de "moelas", "coiratos" e "pipis", rematados por uma "mil nove e vinte" envolta em nuvens de nicotina e dois grosseiros vernáculos dirigidos ao desassossego crónico do endiabrado filho (sic)! Sinceramente! Dá que pensar, nos tempos que correm, a forma como se idolatra, assim, um futebolista... que não seria ninguém sem o colectivo de uma EQUIPA!

publicado por A. Carvalho às 18:52
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Julho de 2009
O MANGUITO

O responsável por uma pasta como a da economia, deveria estar imune às "graçolas" provocatórias de um deputado que integra a terceira ou a quarta (?) força política de um País (com o devido respeito por todas elas), por mais “insulsas” ou indecentes que as mesmas sejam, porque é nesses "folhetins" que se confirma a "massa" de que é feita um governante. E se por estas bandas já é crónico dizer bem de quem é "pulverizado", por mais mal que anteriormente dele se tenha dito, como inevitavelmente mais uma vez aconteceu, o facto é que agora, também, os mais sóbrios analistas da coisa pública se manifestaram pelo facto de não terem visto nos esboços, traços e "gatafunhos" deixados na pasta deste Pinho, a rijeza e a fibra necessária para aglutinar os seus governados em torno de uma ideia clara e definida direccionada para um futuro de pujança e crescimento! Com o caruncho a corroer a Nação de uma forma tão avassaladora, os portugueses precisam, urgentemente, é de alguém que os ajude a controlar, no imediato, os efeitos malévolos do tal bichinho e não de promessas sobre os resultados dourados de um arrojado investimento em energias renováveis que poderão tornar-se palpáveis somente daqui a 15, 20 ou mais anos (na melhor das hipóteses). Como tal, a saída inglória do Ministro da Economia resume-se apenas e só a mais um “abanãozinho” a juntar aos muitos outros que o actual Governo já levou, ao descrédito continuado de toda a política actual e de todos os seus intervenientes e ao aumento do número de cidadãos que em dia de eleições fazem um enorme “manguito” a todo este desavergonhado acervo de tanta coisa em permanente desorganização e desnorte. Infelizmente para eles, para nós… e para todos os inocentes vindouros!

publicado por A. Carvalho às 18:32
link do post | comentar | favorito
.as minhas fotos