.posts recentes

. O “GLORIOSO” CENTENO

. A MÃO DE DEUS

. A “EPITETIZAÇÃO” DA COISA

. “O CANHÃO DE S.BENTO”

. PORTAS… COMUNICANTES

. OS SEGREDOS DA TIA CÁTIA

. NASCIDOS PARA MANDAR

. ANASTÁCIOS E BARATAS

. ELES VOAR, VOAM… MAS MUIT...

. VAMOS PÔ-LOS NO LUGAR

.arquivos

. Janeiro 2018

. Junho 2017

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Novembro 2015

. Abril 2015

. Julho 2014

. Fevereiro 2014

. Julho 2013

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds
Segunda-feira, 27 de Abril de 2009
O CICLISTA

Depois de sessenta minutos de um "blá-blá" envolto em excessiva inocuidade, delineou-se a imagem de um ciclista de fundo, cansado, que tentou manter a imagem sobre o "selim" de uma bicicleta estática... para desilusão de todos aqueles que acreditavam que o dito ia "galgar" centenas e centenas de quilómetros de alcatrão! Ou então... o "ginásio" (RTP) e os "personal trainers" (jornalistas) que lhe disponibilizaram, não estiveram à altura de lhe fazer ressaltar a força que a sua musculatura, por certo, ainda esconde.

No meio de uma crise económica severa, os Portugueses poderão ter, assim, interiorizado a ideia que estão abandonados à sua sorte, porque no momento mais difícil do actual mandato e a meses de um desgastante "cocktail" eleitoral o homem do "pelotão" não falou daquilo que todos (ou quase todos) esperavam que ele falasse: das dificuldades generalizadas que os cidadãos sentem, do resultado das medidas que o seu Governo já tomou, dos apoios às pequenas e médias empresas (sabendo-se que em cada 10 apenas uma está a ter algum apoio excepcional), da possível hipoteca (quase certa) do País em consequência do megalómano plano de obras públicas, dos projectos e dos investimentos de curto prazo e de mais uma miríade de acções urgentes e fundamentalmente conscientes a desenvolver em prol do bem comum. E se do essencial não falou, "sprintou", até à indigestão, sobre os "arrufos" e "beiças" com o Presidente e sobre as "mixuroquices" familiares com o excêntrico primo, com o bonacheirão do tio e com um tal Charles Smith, conhecido pela sua participação num "entediante" DVD luso-inglês (sic). Enfim: foram excessivamente maçadoras, desmotivantes, mesmo, para um País que precisa de incentivo, as "pedaladas" do "nosso" primeiro-ciclista... que se entendem, afinal, pela quase nula concorrência que o grupo perseguidor lhe causa!

publicado por A. Carvalho às 18:17
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Abril de 2009
O “PREDESTINADOR”

No decorrer do último Congresso Nacional sobre Transporte Ferroviário foi afirmado que o tráfego na linha de TGV Lisboa-Madrid irá ascender aos 6,1 milhões de passageiros no primeiro ano de actividade e que o mesmo aumentará para os 10 milhões em 2030, sendo que estes valores significam que a quota portuguesa de transporte ferroviário entre as duas cidades irá aumentar de 2 para 19%! É obra!!!

Tal arrazoado não partiu de Nostradamus, nem de nenhum dos grandes “professores”, “astrólogos” ou “videntes” oriundos das mais conceituadas tribos do Continente Africano que se limitam apenas e só a prever e não a dar como certo o que quer que seja. A afirmação partiu de um distinto "alfacinha" (abençoado, talvez, por um dom hereditário da sua família política) que sustentadamente se tem afirmado no meio "metendo os pés pelas mãos e as mãos pelos pés"!

Quando por esse mundo fora aqueles que por unanimidade dos seus pares são considerados sumidades dentro das suas especialidades e se retraem a alvitrar o que quer que seja quando confrontados a pronunciarem-se sobre o dia de amanhã, em Portugal escreve-se o futuro da história com margens temporais de 20 ou de mais anos!  Mas pronto: entre "mortos e feridos" alguém há-de escapar e se muitos metem água sem razão aparente, no caso do "predestinador" sempre há uma plausível justificação... fundamentada na sua formação em Hidrologia e Gestão de Recursos Hídricos (sic)!

PS: Existisse por estas bandas a noção do que é dinheiro público e do que é gerir esse sagrado património e não seria necessário ser sumidade ou estar abençoado por um qualquer dom para se afirmar, convictamente e sem margem para erro, que ainda iria valer a pena viver em Portugal!

publicado por A. Carvalho às 18:04
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009
RABOS-DE-PALHA

Num Pais com nove milhões de cidadãos (mais "alma" menos "alma"), não deixa de ser surpreendente que grande número de todos aqueles que estão "enfarinhados" na arte de governar a nação, não sejam indivíduos isentos "de rabos-de-palha" ou "telhados de vidros"! Eles são as intermináveis e obscuras aprovações de infra-estruturas turísticas e comerciais, são os inexplicáveis contornos do negócio do Sistema Integrado das Redes de Segurança e Emergência de Portugal (o SIRESP), são as preocupantes convivências com a Banca, são os esquecimentos (acidentais, é claro) para com o fisco, são os "interesseiros" convites (aceites sem qualquer pejo) para cargos de topo no mundo empresarial, são as facilidades auto-concedidas a isto, àquilo e a mais um sem número de "coisas e loisas" que vão fazendo a cada dia que passa com que o normal cidadão, dentro da sua ainda exemplar correcção, vá perdendo a credibilidade naqueles que deveriam ser, incontestavelmente, os expoentes máximos da seriedade e da transparência.

Ninguém é perfeito, nem saudável é, sequer, ambicionar-se a tal patamar (porque a perfeição é um estado doentio, vegetativo) mas daí a existirem tão poucos a procurar encontrar um equilíbrio que lhes permita estar na vida pública de cabeça levantada e sem nada que os torne vulneráveis, vai um passo muito grande... quase de gigante.

Resta, assim, aos Portugueses, esperar pelos resultados da Lei da Paridade e acreditar que mais mulheres, na política, tragam a lufada de seriedade que o País tanto necessita. Mulheres inteligentes, trabalhadoras e independentes que não dêem azo a que nada nem ninguém, num futuro breve, se venha a aproveitar dos seus "rabos-de-palha"... por muito “torneados”, "tentadores" e "insinuantes" que os mesmos sejam (sic)!

publicado por A. Carvalho às 13:20
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Abril de 2009
AGORA... AS ROLHAS!

Após ser dada a notícia por um dos canais privados de televisão de que Portugal se poderá "afundar" lá para finais de 2014, eis que surge, para infelicidade de todos os "velhos do Restelo" e outros detractores das actuais políticas, a notícia que descansou os portugueses e lhes deu motivos para festejar: o "querido líder" assinou, em menos de 24 horas após a "ameaça", um gigantesco Programa de Apoio ao Sector da Cortiça no valor de 180 milhões de euros! Para Ele, tal Sector "é talvez a indústria mais moderna das indústrias portuguesas, dá boa imagem de Portugal no estrangeiro, é inovadora e é amiga do ambiente"! "Queremos continuar a ser liderantes no Sector da cortiça." Foi tanta a convicção com que se exprimiu durante o acto, que muitos dos que estavam a assistir se convenceram que Ele iria pedir aos portugueses para esquecerem o investimento em painéis solares e direccionarem as suas poupanças para a aquisição de rolhas... muitas rolhas de cortiça! (Quem sabe, talvez a seguir sejam criados apoios extraordinários aos "Pasteis de Belém ou aos "Galos de Barcelos" (sic)!) Sem ironias, porque os tempos são por demasiado sérios para isso, a imagem que o Governo está a dar aos seus concidadãos é a de um desnorte preocupante sobre o destino para onde quer caminhar. Entende-se que o seu papel neste momento crítico não é fazer "astrologia ou vidência do futuro" nem muito menos ocupar o lugar de mais um "comentador da crise", mas daí a todo este ziguezaguear na ânsia de fazer e mostrar não se sabe muito bem o quê... venha o diabo e escolha! Mas pronto: se a salvação agora passa pelas rolhas pois invista-se em rolhas e tape-se com essa riquíssima dádiva do Sobreiro, a boca a todos aqueles que teimam em afundar Portugal ao defenderem com tanta verborreia a construção de megalómanas e inúteis obras públicas!

publicado por A. Carvalho às 18:33
link do post | comentar | favorito
.as minhas fotos