.posts recentes

. O “GLORIOSO” CENTENO

. A MÃO DE DEUS

. A “EPITETIZAÇÃO” DA COISA

. “O CANHÃO DE S.BENTO”

. PORTAS… COMUNICANTES

. OS SEGREDOS DA TIA CÁTIA

. NASCIDOS PARA MANDAR

. ANASTÁCIOS E BARATAS

. ELES VOAR, VOAM… MAS MUIT...

. VAMOS PÔ-LOS NO LUGAR

.arquivos

. Janeiro 2018

. Junho 2017

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Novembro 2015

. Abril 2015

. Julho 2014

. Fevereiro 2014

. Julho 2013

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds
Segunda-feira, 31 de Julho de 2006
FICÇÃO

Em entrevista realizada via Net, num dos muitos Balcões CTT (Compre Tudo a Trezentos), Bin Laden e toda a Al Qaeda lamentou os graves atentados que Portugal tem sofrido, nomeadamente no aumento do custo de vida e em tudo o mais que daí “estilhaça”. Referindo-se a Freitas do Amaral, descreveu-o como um homem bomba para quem as duas ou três virgens da Quinta da Marinha, que há algum tempo o atormentavam, falaram mais alto. Deixou subentender que poderá haver outro mártir a breve prazo. Confrontado com a dúvida de o mesmo poder estar ligado à mesma “Jihad Política” ou a outra qualquer “Jihad”, Bin remeteu-se ao silêncio.

Motivo de preocupação, disse, está no facto de não haver sinais de melhoria na actividade económica, o que origina o total desinteresse da Al Qaeda em “investir” em Portugal. “Suicídios colectivos (em “off” referiu-se á euforia do Mundial) como este último, é de deixaram os cabelos em pé ao meu Tio Ali, “O Químico”!

Mostrando sempre simpatia pelos “tugas”, já no final, deixou transparecer uma grande admiração por Eusébio e por Amália, chegando mesmo a trautear uma passagem do “Povo que Lavas no Rio”. Para Vítor Constâncio, pela perícia cirúrgica dos seus “ataques” e para Paulo China pela forma como tortura os Americanos no seu Bar, deixou um sentido abraço… a partir das Montanhas de Kandahar.
publicado por A. Carvalho às 07:19
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 24 de Julho de 2006
A TORRADEIRA

“Funcionalismo”, de seu nome, é um computador formatado há demasiado tempo que de quando em vez bloqueia. O responsável, “Server” Estado, lá vai executando uns “ctrls+alts+deletes” e uns “resets” e ele reinicia, lentamente, a passo de lesma, tão complexa tarefa de executar uns “programazitos” que fizeram história nos primórdios da era informática.

Os mais de 700.000 mil destes “Processadores” e “Discos-Rígidos” que servem o “Server”, na sua maioria apoiados em débeis “memórias” “rams” de meia dúzia de “bytes”, necessitam há muito de um profundo “up-grade”. No entanto, a forma como estão “arrumados” no interior da “caixa”, acomodados às saias protectoras de uma “placa-mãe” que não lhes regateia os indispensáveis “mimos" maternais, não o permite!

Esta “geringonça” é olhada com desdém por moderníssimos “dual-core”, leves, finíssimos e portáteis primos afastados (ou talvez mesmo já sem quaisquer afinidades). Alguns “Servers” destas poderosas máquinas privadas, polivalentes, de quando em vez e sem ofensa (é claro), chamam-lhe “Torradeira” (de dinheiros públicos?)!

É assim o mundo desta “estranha” linguagem de zeros e uns onde ainda há quem julgue (no Funcionalismo) que o terceiro Albúm do Marco Paulo se chama “MP3”!!!
publicado por A. Carvalho às 07:46
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 17 de Julho de 2006
BETO, O ARTISTA

Quando menos se supunha, eis que surge no panorama artístico nacional um parodiante capaz de ombrear, ou melhor, de deixar a anos-luz de distância, essas mentes depressivas, sorumbáticas e obnóxias que tentavam fazer rir os Portugueses.

O Humor, em Portugal, chama-se GILBERTO MADAIL!!!

No mesmo dia em que encerra a Opel da Azambuja, em que o Ministro das Finanças diz que o cinto é para continuar a apertar, em que um estudo afirma que 58,5% dos portugueses não goza férias por dificuldades financeiras… o engenho o talento e a manha de BETO MADAIL consegue arrancar à grande maioria da população deste País (80%, mais coisa menos coisa, segundo a sondagem) um sorriso esguelhado de orelha a orelha.

Em causa, a anedota contada sobre o nº.5 do artigo 13º. do Código do IRS, que dispõe que este imposto “não incide sobre os prémios atribuídos aos praticantes de alta competição, bem como aos respectivos treinadores, por classificações relevantes obtidas em provas desportivas de elevado prestígio e nível competitivo”.

(Que se saiba, recentemente, apenas o futebol esteve envolvido em tais provas, não tendo sequer atingido o pódio da honra e glória.)

O ARTISTA, provocador como é seu timbre, ousou mexer com o que mais toca no coração da pátria lusa! E como diria um tal Diácono Remédios… não havia necessidade.

publicado por A. Carvalho às 06:59
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 10 de Julho de 2006
A SINA

O idolatrismo dado de mão beijada à Selecção Nacional de Futebol nestes dias do “Mundial” deveria ser directamente proporcional ao orgulho de ser Português nos restantes dias do ano. Mas um País que festeja como festeja as suas derrotas, só pode, a seguir a elas, entrar num estado depressivo vulgarmente apelidado de dor… de cotovelo.

Passe a ironia, é surpreendente ver-se um “nobre povo” ir buscar forças aos “heróis da relva” (heróis?) para invocar uma nação que já foi “valente e imortal” e embandeirar em arco aos gritos estridentes e sem sentido do “contra os canhões, marchar, marchar”.

Sem paciência para mais esperas agarrou naquilo que tinha mais à mão e num imediatismo orgásmico afirmou, ou tentou afirmar, a auto-estima que normalmente olha como “enteada”. Depois, sobre estas doses maciças de concentrado da bola e já num estado de letargia “prozakiana”, deitou meia dúzia de latinhas da “sua cerveja de sempre” e saboreou-as com um condimentado pratinho de moelas e “pipis”. Estava criado, uma vez mais, o Paraíso Tuga! A digestão, demorada no tempo, terminará em meados de 2008, onde, ai sim, novamente “os irá papar a todos”!

Parece ser a sina deste Jardim de Merendas à beira-mar plantado numa busca constante de vazios pretextos que desaparecem ao sabor do primeiro vendaval.

Como a Bandeira verde e rubra!
publicado por A. Carvalho às 06:58
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 3 de Julho de 2006
O MILAGRE

Chegar às meias-finais do Campeonato do Mundo de Futebol num jogo decidido através de pontapés de grande penalidade, é, praticamente, como apostar na roleta russa do abre ou fecha de uma maternidade! Para além das populares “figas”, a crendice de se confiar no santinho predilecto é uma prática que acompanha o homem á milhares de anos. Como tal, a “nossa” Selecção do desporto rei também não foge à regra. Para estes viciados no “jogo” (de futebol), os santinhos são companheiros de passe, de livre, de remate… de pénalti. Do Senhor Santo Cristo dos Açores à Santinha da Ladeira, todos vão dando uns toques na bola empolgando bancadas com os seus dotes celestiais. Só o Seleccionador, pasme-se, tem três dedicadas “conselheiras” a contribuírem para o sucesso da equipa: Nossa Senhora de Caravaggio (brasileira), Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora da Conceição (portuguesas). A mistura do futebol destas duas nacionalidades está a dar naquilo que todos temos visto: o “milagre” do jogo.

Mas como neste Campeonato nada se arrisca, na Alemanha, os “Santos” estão instalados em Marienfeld, o que traduzido à letra dá Campo de Maria!!!

Razões não faltam ao Senhor Joseph Ratzinger para apelidar a equipa “Tuga” de Selecção do Vaticano (sic)!
publicado por A. Carvalho às 07:16
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
.as minhas fotos