.posts recentes

. A MÃO DE DEUS

. A “EPITETIZAÇÃO” DA COISA

. “O CANHÃO DE S.BENTO”

. PORTAS… COMUNICANTES

. OS SEGREDOS DA TIA CÁTIA

. NASCIDOS PARA MANDAR

. ANASTÁCIOS E BARATAS

. ELES VOAR, VOAM… MAS MUIT...

. VAMOS PÔ-LOS NO LUGAR

. ESTAMOS CONDENADOS

.arquivos

. Junho 2017

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Novembro 2015

. Abril 2015

. Julho 2014

. Fevereiro 2014

. Julho 2013

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011
O NÓ GÓRDIO

Da mesma forma que os mercados internacionais deixaram de acreditar na capacidade dos portugueses em inverter a situação de falência eminente do País... também os portugueses deixarem de acreditar na capacidade dos seus actuais políticos em escolher um qualquer novo rumo que desvie a barcaça que transporta toda a “maralha” do caminho certeiro do temível abismo das cataratas (sic)! Por outro lado e no pressuposto de por uma qualquer razão do inexplicável destino surgir da cartola um político, verdadeiro, com cabeça, tronco, membros, princípios e meios, não é de querer (sejamos ao menos por uma vez racionais, que diabo!) que o mesmo venha a acreditar minimamente que em conjunto com a “maralha” de hoje (na sua maioria mandriona e frascária), alguma vez consiga, na plenitude da glória, atingir os seus mais intrínsecos fins! E assim, perante a gravíssima realidade incontornável deste "nó górdio" com que a Nação se defronta (para o presente ano o programa de financiamento da República aponta para uma “caridade” mundial a roçar os vinte mil milhões de euros), o que fazer? Enfim: parece que António de Oliveira Salazar, quando chegado à capital (vindo de Santa Comba Dão), também atou a “carroça” que o transportou (com um nó impossível de desatar) às colunas do “Templo da Governação” (a exemplo do que fez o campónio Górdio quando coroado Rei de Frígia, na longínqua Ásia Menor)! Portanto, e a cumprir-se a lenda, resta-nos esperar que daqui a quinhentos anos passe por estas bandas um qualquer familiar de Alexandre (O Grande) e que, intrigado com a forma como desembaraçar tamanho estorvo, puxe do “espadalhão” e resolva de uma forma simples e eficaz tão complexo problema! Até lá, resta-nos ir entretendo com mil e uma outras “estórias”, não tão românticas e quiméricas como a do nó, mas cheias de dificuldades, sacrifícios e pobreza... infelizmente!

publicado por A. Carvalho às 18:03
link do post | comentar | favorito
|
.as minhas fotos