.posts recentes

. A MÃO DE DEUS

. A “EPITETIZAÇÃO” DA COISA

. “O CANHÃO DE S.BENTO”

. PORTAS… COMUNICANTES

. OS SEGREDOS DA TIA CÁTIA

. NASCIDOS PARA MANDAR

. ANASTÁCIOS E BARATAS

. ELES VOAR, VOAM… MAS MUIT...

. VAMOS PÔ-LOS NO LUGAR

. ESTAMOS CONDENADOS

.arquivos

. Junho 2017

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Novembro 2015

. Abril 2015

. Julho 2014

. Fevereiro 2014

. Julho 2013

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds
Segunda-feira, 14 de Junho de 2010
O DIA DO “COISO”

"Como avisei na altura devida, chegámos a uma situação insustentável"... disse o Presidente da República no seu discurso do Dia do “Coiso”, das Medalhas e dos Salamaleques! De imediato e confrontado com tal citação, o Primeiro-Ministro (eriçado) ripostou objectivamente: "Nós não estamos numa situação insustentável"! Perante esta dicotomia de "abébias" desconcertadas vindas dos mais altos iluminados da nação, o “Zé-Povinho” respirou fundo e encheu-se de felicidade (!): afinal, o expressivo País do "mais ou menos" e onde nada está "nem quente nem frio", apesar da tão propalada crise económica, financeira e de identidade, continua igual a si próprio, isto é, continua a não ser "nem carne, nem peixe"! Ao invés de quase se orgulhar, ou orgulhar mesmo, desta sua histórica indefinição sobre a "linha dietética" a seguir, melhor seria, antes, eleger de uma vez um sério e metódico regime alimentar e seguir religiosamente o cumprimento do mesmo, com o objectivo de aumentar o peso da produtividade, a massa da competitividade e a redução da megalómana obesidade "abdominal" do Estado! Mas... enquanto não surge do nevoeiro um credível especialista em "nutrição" política, entretém-se, candidamente, a apreciar o olhar sobranceiro que os do costume vão lançando sobre a falida “casta” pagante e a refinada forma como, ao mesmo tempo, orientam as suas “vidaças” com as mais elaboradas ementas "gourmet" (já foi assim no passado, é assim no presente e nada nos diz, infelizmente, que venha a ser diferente no futuro). Enfim: foi mais um dia "porreiro, pá" na vida de um falido País que vive, tão só, da disponibilidade financeira de terceiros e que mesmo assim, desavergonhadamente, continua a querer afirmar a sua independência através de magnificentes sessões solenes, empoladas paradas militares e ridículas iniciativas ditas inovadoras, como foi aquela de colocar respeitosos ex-combatentes (de muletas, em cadeiras de rodas e ao pé coxinho) a desfilar em acelerada marcha de combate (sic)!

publicado por A. Carvalho às 17:48
link do post | comentar | favorito
|
.as minhas fotos