.posts recentes

. A MÃO DE DEUS

. A “EPITETIZAÇÃO” DA COISA

. “O CANHÃO DE S.BENTO”

. PORTAS… COMUNICANTES

. OS SEGREDOS DA TIA CÁTIA

. NASCIDOS PARA MANDAR

. ANASTÁCIOS E BARATAS

. ELES VOAR, VOAM… MAS MUIT...

. VAMOS PÔ-LOS NO LUGAR

. ESTAMOS CONDENADOS

.arquivos

. Junho 2017

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Novembro 2015

. Abril 2015

. Julho 2014

. Fevereiro 2014

. Julho 2013

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds
Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010
O POETA POLÍTICO

E ai está, no negro caminho do rodado, o Alegre candidato Manuel de Melo Duarte! Se qualquer um de nós, por mais longe que esteja do seu "torrão" natal, perguntar ao vento que passa notícias do seu País, o vento cala a desgraça... e o vento apenas nos diz: o "Poeta Político" perdura na obsessão de "estorvar" o nº. 11 da Calçada da Ajuda, em Belém (sic)! Com o seu elevado estilo mavioso e apaixonado, osculado, ao de leve, pelo entusiasmo assoberbado do seu crónico e sentido sentimentalismo, o homem da luta (não confundir com nenhum Nelo nem Falâncio) continua a acreditar que o tempo de cárcere passado na Fortaleza de S.Paulo, em Luanda (no já longínquo ano de 1963) lhe dá o suporte necessário para as suas mil e uma vontades de mudança e afirmação (justíssimas, diga-se de passagem) e que a riqueza da história do seu País é mais que grandiosa para abrir as grilhetas da pobreza e do deficit económico que há muito dele fez refém. Apesar de redondamente enganado nestas suas certezas, é de admirar a "juventude", ingénua como todas as juventudes o são, deste "jovem" de 74 "primaveras"! No entanto, melhor seria para todos que a verdadeira experiência vivencial deste distinto e acarinhado patrono, patente numa por demais extensa e concisa biografia, fosse direccionada para o apoio a uma outra qualquer figura do panorama nacional, mais jovem e consequentemente possuidora de uma visão actual da sociedade, da economia, do mundo... e do futuro! Manuel de Melo Duarte, o Alegre candidato, continua a acreditar que é possível a um "poeta político" (superiormente imbuído em todas as suas regras, ordens, doutrinas e sensibilidades) vingar numa sociedade por demais pejada de insensíveis, banais e inconsequentes "políticos poetas" (sic)! Mas pronto: há sempre alguém que resiste... há sempre alguém que diz não!

publicado por A. Carvalho às 18:49
link do post | comentar | favorito
|
.as minhas fotos