.posts recentes

. A MÃO DE DEUS

. A “EPITETIZAÇÃO” DA COISA

. “O CANHÃO DE S.BENTO”

. PORTAS… COMUNICANTES

. OS SEGREDOS DA TIA CÁTIA

. NASCIDOS PARA MANDAR

. ANASTÁCIOS E BARATAS

. ELES VOAR, VOAM… MAS MUIT...

. VAMOS PÔ-LOS NO LUGAR

. ESTAMOS CONDENADOS

.arquivos

. Junho 2017

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Novembro 2015

. Abril 2015

. Julho 2014

. Fevereiro 2014

. Julho 2013

. Maio 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds
Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009
CASTRAÇÃO IDEOLÓGICA

O cada vez maior afastamento dos cidadãos à envolvência político-partidária poderá ficar a dever-se, também, à sua recusa à "castração" ideológica que o acto em si provoca. Face à concentração da superior sabedoria e razão num restrito grupo de “iluminados”, o cidadão comum ou se filia num partido e acomoda-se às "ordens" superiores, dizendo "ámen" a tudo ou se "auto-mutila" no seu direito de participação ao privar-se de expressar, no seio desse mesmo partido, a livre opinião face às decisões que sobre ele se poderão vir a reflectir. Ao não dizer "ámen" surge inevitavelmente o completo desprezo pela "coisa", um passo aparentemente pequeno mas suficiente grande para fazer a abstenção bater recordes consecutivos de cada vez que se realiza um qualquer acto eleitoral! Face a esta constatação não se entende que sejam os próprios culpados pela “castração” que venham de quando em vez tentar sorrateiramente passar para terceiros um facto que é da sua inteira responsabilidade! Só por pura ironia e cinismo é que os "donos" partidários (e não só) podem vir a terreiro mostrar preocupação pelo exacerbado "atirar ao chão" do mais democrático direito politico e social do cidadão: o voto. Está bem que aos mais interventivos e desiludidos com toda esta "tralha" lhes resta sempre o caminho da chamada "produção" independente, mas também há que reconhecer que é um enorme salto mortal, sem rede, as acrobacias aventureiras destes destemidos e rareantes "Indiana Jones" tugas! Enfim:

- A ver pelo desmotivante "circo" dos debates ultimamente havidos, a ideologia partidária pura e simplesmente desapareceu, ficando sobre a "mesa", para discussão, as "ideias" enraizadas em teimosia e prepotência de “meia-dúzia” de “sobas”… e a interrogação sobre onde é que entra, no meio de tudo isso, Portugal e os Portugueses!

publicado por A. Carvalho às 17:41
link do post | comentar | favorito
|
.as minhas fotos